Quem sou eu

Minha foto
São Paulo - Zit Zona Sul, São Paulo - Capital, Brazil
Claudio Rufino, Pós Graduado em Gestão Empresarial (MBA-Gestão Empresarial), Bacharel em Ciências Contábeis, Técnico em contabilidade, professor de contabilidade, Educador Financeiro, Graduando em Ciências Juridicas. Na década de 90 formado em "Técnico em Contabilidade" precisamente no ano de 1992 pelo Colégio Cenecista Professor Henrique José de Souza(CNEC), no estado do Rio de Janeiro. Pós Geaduado em Gestão Empresarial - MBA pela Universidade Ibirapuera, Graduado em Ciências Contábeis pela FASUP - FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO - São Paulo - SP. Atuando como Empresário Contábil na Zona Sul de São Paulo. Atuante na área contábil desde 1993, somando conhecimentos para obter resultados com excelência e qualidade. Claudio Rufino, desde 1993 prestando serviços com excelência e qualidade. www.fcscontabeis.com.br https://www.facebook.com/fcscontabeis

sábado, 30 de julho de 2016

Vale transporte - quase todas as empresas não fazem esse lançamento contábil


A Lei 7.418/1985 instituiu o Vale-Transporte, que o empregador, pessoa física ou jurídica, antecipará ao empregado para utilização efetiva em despesas de deslocamento residência-trabalho e vice-versa, através do sistema de transporte coletivo público, urbano ou intermunicipal e/ou interestadual com características semelhantes aos urbanos, geridos diretamente ou mediante concessão ou permissão de linhas regulares e com tarifas fixadas pela autoridade competente, excluídos os serviços seletivos e os especiais.
A concessão do benefício ora instituído implica a aquisição pelo empregador dos Vales-Transporte necessários aos deslocamentos do trabalhador no percurso residência-trabalho e vice-versa, no serviço de transporte que melhor se adequar.
O empregador participará dos gastos de deslocamento do trabalhador com a ajuda de custo equivalente à parcela que exceder a 6% (seis por cento) de seu salário básico.

Com isso, mensalmente temos a compra do vale-transporte feita pela empresa de maneira antecipada, então considerando esta antecipação teremos o seguinte lançamento:
Pela aquisição do vale-transporte:
D- Adiantamento de Vale-Transporte (Ativo Circulante)
C- Bancos - Disponibilidades (Ativo Circulante)

No registro pelo uso do vale transporte, conforme folha de pagamento:
D- Despesas com Vale Transporte (Conta de Resultado)
C- Adiantamento de Vale-Transporte (Ativo Circulante)

No reembolso do vale transporte conforme folha de pagamento:
D- Salários a Pagar (Passivo Circulante)
C- Despesas com Vale Transporte (Conta de Resultado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, comente e divulgue, seja disseminador de informações.