Quem sou eu

Minha foto
São Paulo - Zit Zona Sul, São Paulo - Capital, Brazil
Claudio Rufino, Pós Graduado em Gestão Empresarial (MBA-Gestão Empresarial), Bacharel em Ciências Contábeis, Técnico em contabilidade, professor de contabilidade, Educador Financeiro, Graduando em Ciências Juridicas. Na década de 90 formado em "Técnico em Contabilidade" precisamente no ano de 1992 pelo Colégio Cenecista Professor Henrique José de Souza(CNEC), no estado do Rio de Janeiro. Pós Geaduado em Gestão Empresarial - MBA pela Universidade Ibirapuera, Graduado em Ciências Contábeis pela FASUP - FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO - São Paulo - SP. Atuando como Empresário Contábil na Zona Sul de São Paulo. Atuante na área contábil desde 1993, somando conhecimentos para obter resultados com excelência e qualidade. Claudio Rufino, desde 1993 prestando serviços com excelência e qualidade. www.fcscontabeis.com.br https://www.facebook.com/fcscontabeis

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Carreira - Como recomeçar diante de uma adversidade

Carreira
           
Como recomeçar diante de uma adversidade

Cada ser humano, independentemente da atividade que desenvolve, traz consigo diversas experiências, boas ou ruins. A alegria de uma situação bem-sucedida é clara e notória, mas o que fazer quando nem tudo dá certo, especialmente no ambiente corporativo? Ser demitido geralmente é uma experiência ruim, principalmente quando a pessoa estabeleceu relações pessoais com seus colegas de trabalho.

Nessas situações, as reações são as mais variadas, mas em comum fica a sensação do vazio, da incerteza quanto ao futuro, da perda de renda. “Cada indivíduo tentará encontrar a saída para esta  situação da melhor maneira possível, mas é preciso ter em mente que a demissão deve ser encarada como um momento de transição na procura de uma situação melhor”, diz o  consultor de Recursos Humanos e psicólogo Ricardo Mendonça.

Segundo Mendonça, o importante é procurar uma característica positiva, que servirá como um impulso para continuar em frente. “A tristeza diminui a autoestima, reduz a imunidade do organismo, limita a capacidade de pensar com clareza, impede a concentração em estudos e impossibilita qualquer tomada de decisão saudável”, afirma.

A crença na melhora, acompanhada de ações, clareia as estratégias que devem ser usadas, aumentando a determinação para a mudança e criando melhorias necessárias ao dia a dia.

De acordo com o especialista, não importa o caminho que a pessoa deve seguir na hora de recomeçar. A sugestão é rever contatos, dar muitos telefonemas, marcar encontros profissionais, ir a seminários e palestras para fazer network, entre outros recursos. “O importante é a movimentação constante, a continuação em direção a alguma solução, mesmo que, a princípio, não esteja tão visível. Ficar parado aumenta a angústia e enfraquece a vontade”, destaca Mendonça.

FONTE: CRC/SP

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, comente e divulgue, seja disseminador de informações.