Quem sou eu

Minha foto
São Paulo - Zit Zona Sul, São Paulo - Capital, Brazil
Claudio Rufino, MBA-Gestão Empresarial, Bacharel em Ciências Contábeis, Técnico em contabilidade, professor de contabilidade no SENAC - Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial, Educador Financeiro pelo Instituo DSOP. Na década de 90 formado em "Técnico em Contabilidade" precisamente no ano de 1992 pelo Colégio Cenecista(CNEC)Professor Henrique José de Souza, no estado do Rio de Janeiro. Pós Geaduado em Gestão Empresarial - MBA pela Universidade Ibirapuera, Graduado em Ciências Contábeis pela FASUP - FACULDADE SUDOESTE PAULISTANO - São Paulo - SP. Atuando como Empresário Contábil na Zona Sul de São Paulo. Atuante na área contábil desde 1993, somando conhecimentos para obter resultados com excelência e qualidade. Claudio Rufino, desde 1993 prestando serviços com excelencia e qualidade. www.fcscontabeis.com.br

domingo, 23 de janeiro de 2011

Devolução de Compras - Contabilização

Caros amigos, agora vamos aprender a fazer a correta contabilização das devoluções das compras, a devolução de compras por parte da empresa adquirente das matérias-primas, materiais de embalagem e mercadorias poderá ocorrer por diversos motivos. Os motivos mais comuns que ensejam a devolução de compras são os seguintes:

a) mercadoria recebida fora das especificações exigidas pela empresa compradora, ou seja, as mercadorias constantes da Nota Fiscal não correspondem na quantidade, qualidade ou preço constantes do pedido;

b) mercadoria recebida em estado de deterioração ou danificada.

Os procedimentos contábeis aplicáveis à devolução de compras levam em consideração dois aspectos, a saber:

a) empresa com controle permanente de estoques; e

b) empresa que não mantém controle permanente de estoques.

I - Empresa Com Controle Permanente de Estoques

Quando a empresa mantém controle permanente de estoques, os registros na escrituração devem observar a seguinte rotina de contabilização:

a) Compra de mercadorias conforme dados a seguir:

valor das compras R$ 10.000,00
ICMS sobre compras R$ 1.700,00

D - ESTOQUES (Ativo Circulante) R$ 8.300,00
D - ICMS A RECUPERAR (Ativo Circulante) R$ 1.700,00
C - FORNECEDORES (Passivo Circulante) R$ 10.000,00

b) Considerando-se que a empresa adquirente tenha efetuado devolução de mercadorias conforme dados a seguir:

a) valor da devolução R$ 5.000,00
b) ICMS s/devolução de compras R$ 850,00

O registro contábil poderá ser efetuado do seguinte modo:

D - FORNECEDORES (Passivo Circulante) R$ 5.000,00
C - ESTOQUES (Ativo Circulante) R$ 4.150,00
C - ICMS A RECUPERAR (Ativo Circulante) R$ 850,00

II - Empresa Que Não Mantém Controle Permanente de Estoques

A empresa que não mantém controle permanente de estoques observará a seguinte rotina contábil:

a) Compra de mercadorias conforme dados a seguir:

valor da compra R$ 10.000,00
ICMS sobre compras R$ 1.700,00

D - COMPRAS (Conta de Resultado)
C - FORNECEDORES (Passivo Circulante) R$ 10.000,00
D - ICMS A RECUPERAR (Ativo Circulante)
C - ICMS S/COMPRAS (Conta de Resultado) R$ 1.700,00

b) Considerando-se que a empresa adquirente tenha efetuado devolução de mercadorias conforme dados a seguir:

a) valor da devolução R$ 5.000,00

b) ICMS s/devolução de compras R$ 850,00

O registro contábil poderá ser efetuado do seguinte modo:

D - FORNECEDORES (Passivo Circulante)
C - DEVOLUÇÃO DE COMPRAS (Conta de Resultado) R$ 5.000,00
D - ICMS S/DEVOLUÇÃO DE COMPRAS (Conta de Resultado)
C - ICMS A RECUPERAR (Ativo Circulante) R$ 850,00

O conteúdo poderá ser divulgado desde que citados autor e fonte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe, comente e divulgue.